Planejados do Quarto: Cabeceira da Cama Box e Escrivaninha

Confesso: O projeto que tinha em mente para meu quarto era ligeiramente inusitado. Quando dizia que queria no meu quarto (que tem enxutos 9,5 m2) uma cama casal box, uma escrivaninha para funcionar como estação de trabalho, um roupeiro com um tamanho satisfatório e ainda uma estante grande para livros e filmes, ouvi mais de uma vez que não era possível.

Hmm. Really?

Fiquei quebrando a cabeça com a planta baixa do quarto, colocando os móveis nas mais diversas posições. A planta era essa aqui:

A organização desses quartos parece quase inflexível, à primeira vista; “não tem muito para onde correr”. Duas camas, uma de cada lado da janela, e um pequeno armário do lado da porta. Para mim, sem condições.

Então depois de muito pensar, consegui chegar numa disposição que atenderia minhas necessidades. Vou explicar, mas antes visualizem comigo:

Quando digo que o projeto era ‘inusitado’, me refiro principalmente à posição da cama: primeiro porque ela está no “meio” do quarto, segundo porque a parte encostada na parede não é a superior (como acontece tradicionalmente), e sim a lateral. Mas foi essa disposição-chave que permitiu que todas as minhas outras necessidades fossem atendidas: A pequena escrivaninha, ao lado da cama; o roupeiro (que teria que ser com portas de correr, obviamente), e a estante para os livros.

Notem que, mesmo assim, há um espaço suficiente para circulação livre. Não é grande, vou admitir; mas é definitivamente o suficiente.

É importante também dizer que quando se abre a porta do quarto, não há nada obstruindo a visão, de forma que o espaço não pareça menor do que é. Essa é a visão da porta:

E vamos lembrar também da importância do Espelho no Roupeiro para ampliar a sensação de  espaço!

Mas agora, vamos focar na Cabeceira e a Cama Box, que mandei fazer planejadas, na mesma loja que fiz a cozinha, a Bon Bini. O prazo de entrega e condições de pagamento são interessantes, e fui muito bem atendido na loja. Só faço algumas ressalvas em relação à montagem; os montadores não apareceram na hora marcada (e num dos dias, mesmo estando marcado para a parte da manhã, o montador apareceu às 4 da tarde sem saber direito o que tinha que fazer). É complicado… e ainda ficaram algumas pendências. Mas vamos lá…

A cabeceira, em especial, exerce função muito importante no projeto. Considerando que a cama está numa posição pouco comum, cabe a cabeceira a função de dizer “ei, a cama está exatamente onde era para estar, isso aqui foi planejado para ser assim”. E aproveitei para alongar uma das réguas da cabeceira, levando-a até a escrivaninha e integrando os dois espaços.

Imaginava que o contraste do azul da parede com o branco das réguas ficaria visualmente atraente, e gostei bastante do resultado.

Agora no detalhe, a escrivaninha.

Tê-la feito planejada foi necessário não só pelo fato de que queria aproveitar cada centímetro possível, mas também porque é difícil encontrar uma escrivaninha nesse formato, sem gavetas ou outros detalhes. Queria mesmo só um cantinho para ler, ou para colocar meu computador; e, para isso, a pequena escrivaninha dá pro gasto. Talvez no futuro eu acrescente uma prateleira ou duas um pouco acima dela.

Do projeto do quarto, só ficou mesmo faltando a estante para livros e DVDs. Ela, acreditem, fazia parte dos ítens que já tinha comprado e pago à vista na New Móveis… AAAAfff….. Enfim… agora preciso esperar um pouco, terminar de pagar e$$e$ planejado$, para poder fazer o que ficou faltando.

Por hoje é só, queridos e queridas. Finalmente meu cantinho de dormir entrando no lugar.

Abraços!

Thiago S.

Se você gostou desse post, também vai gostar de: